Médicos e pacientes estão cometendo um erro atrás do outro, e não estão seguindo as diretrizes de tratamento corretamente.

A dor lombar é a principal causa de incapacidade em todo o mundo, afeta cerca de 540 milhões de pessoas em qualquer momento da vida.

Estudo publicado na The Lancet, revista médica mais prestigiada e responsável pelas principais publicações científicas do planeta, descobriu que a dor nas costas é tratada de forma errada, muitas vezes contra as diretrizes de tratamento e de melhores práticas.

Apesar de toda tecnologia criada para beneficiar os pacientes no tratamento da dor nas costas, pesquisadores descobriram que a dor nas costas cresceu demais e ficou mais severa. O médico pode até prescrever analgésicos e anti-inflamatórios para dor nas costas, que ajudarão por um curto período de tempo, mas não resolverá o problema. O médico pode até prescrever exames de imagem para dor nas costas, mas isso não vai influenciar em nada as escolhas de tratamento.

A maioria das dores nas costas é de origem mecânica, ou seja, provocada por um movimento ou posição aplicado nos músculos e articulações. A inatividade e o descuido com a postura são fatores de risco para dor na coluna, e a prescrição correta de exercícios específicos pode reduzir de forma significativa o uso de medicamentos para dor.

Estudo publicado na British Journal of Pharmacology comprovou que o exercício é tão eficaz para regular e promover saúde que cura doenças. Ele deve ser considerado medicamento, ou seja, o exercício age como uma droga e tem benefícios farmacológicos, e a atenção deve ser dada à dosagem e às variações individuais entre os pacientes.

Pesquisadores sugerem que a dor nas costas deve ser administrada na atenção primária a saúde, com a primeira linha de tratamento sendo educação, Fisioterapia e aconselhamentos para os pacientes manterem-se ativos e no trabalho.

Os fisioterapeutas têm um importante papel na educação de pacientes e colegas médicos sobre o apropriado uso do exame de imagem e a integração dos achados no contexto global da função musculoesquelética do paciente com deficiência.

Manter-se ativo, educação, Fisioterapia e se necessário aconselhamento psicoterapêutico, é a indicação mais eficaz, segura e de baixo custo para o tratamento da dor nas costas, afirmou The Lancet, revista científica médica mais prestigiada no mundo.

Muitas diretrizes de prática clínica recomendam abordagens semelhantes para a avaliação e tratamento da dor lombar, concluiu os pesquisadores.

“As recomendações incluem o uso de uma estrutura biopsicossocial para orientar o manejo com tratamento não farmacológico inicial, incluindo educação que apoie o autogerenciamento e a retomada das atividades normais e exercícios (manter-se ativo), e programas psicológicos para aqueles com sintomas persistentes.”

Foto: Revista The Lancet

“As diretrizes recomendam o uso prudente de medicamentos, exames de imagem e cirurgia, o que não ocorre atualmente.”

“Os avanços com maior potencial para dor na coluna são, sem dúvida, aqueles que alinham as boas práticas com as evidências, os que reduzem o foco nas anormalidades da coluna vertebral, e os que garantem a promoção da atividade e da função, incluindo a participação no trabalho.”

A abordagem adequada do tratamento de coluna pelo fisioterapeuta e médico vai reduzir o uso inadequado da ressonância magnética, diminuir os custos e remédio, abolir cirurgias inapropriadas e fornecer melhores resultados aos pacientes.

Dr. Abnel Alecrim, fisioterapeuta, Pós-graduação em Reabilitação Musculoesquelética e Esporte, Campinas, SP, Brasil.

.

Deixe seu recado:

Entre em Contato

(19) 3308-6330

Segunda à Sexta das 8h às 18h.

Lista Vip Doutor Abnel