Veja SEIS cuidados essenciais com a saúde no inverno e orientações necessárias.

1- Mantenha o corpo aquecido (agasalho), as extremidades devem ser mantidas quentes com os pés e mãos com meias mais grossas;

2- Beba mais água regularmente. Beba de 1,5 a 2 litros por dia, inclusive no inverno. Água mantém a pele hidratada, ajudam muito a digestão e evita diversas doenças, como as doenças renais, por exemplo. É comum as pessoas esquecerem de tomar água no frio.

3- Cuide da sua alimentação, pois, alimentar-se bem e com qualidade no frio é importante porque garante a energia excedente e os nutrientes necessários para o corpo se cuidar no frio.

4- Hidrate a sua pele, no inverno ela tende a ficar mais ressecada. Mais hidratada, a pele fica menos sensível e protegida.

5- Pratique exercício, o corpo precisa se movimentar para manter a temperatura estável, já que a tendência é que o metabolismo fique mais lento com o frio.

6 Evite contato com pessoas doentes. Uma pessoa gripada, com tosse ou resfriada pode disseminar o vírus por meio de secreções das vias respiratórias. Se você estiver doente, resguarde-se e evite propagar a infecção. E, se você conhece alguém que está doente, evite o contato.

A friagem pode provocar diversos problemas dos quais os respiratórios, circulatórios e musculoesqueléticos são os mais comuns. Durante o inverno, os problemas de saúde mais comuns nos consultórios vão de doenças respiratórias a agravamento ou aparecimento das dores nos músculos e articulações.

No inverno é muito comum o resfriado, a rinite alérgica, asma, sinusite, exacerbações de bronquite crônica, DPOC (doença obstrutiva pulmonar crônica), enfisema pulmonar e pneumonias.

Entenda a resposta do corpo ao frio.
A resposta do corpo ao frio é simples e direta: ele corta a circulação nas extremidades para preservar e assim conseguir mobilizar o fluxo de sangue para aquecer os órgãos internos, mais vitais e necessários para a sobrevivência do corpo do que um pé ou um dedo.

Em dias mais frio, duas meias podem ajudar a manter o corpo na sua temperatura normal. Experimente!

Por que é muito comum a dor nas costas e pescoço quando o tempo esfria?
Dores na coluna, pescoço e nos músculos são comuns no inverno, mas é possível evitar. Quando as temperaturas começam a cair, é normal que os músculos e articulações reclamem mais. No inverno, essas dores tendem a aumentar nas pessoas portadoras de dor crônica. A solução é manter-se ativo e agasalhar-se bem. A dor no inverno aparece porque os músculos contraem para proteger o corpo. Essa contração espontânea provocada pelo frio, pode aumentar e irritar os músculos e as raízes nervosas sensíveis que saem da coluna, provocando a dor.

Cuide das extremidades (pés e mãos)
Proteger os pés no frio é muito importante e dará liberdade ao metabolismo de proteger o corpo contra o frio, sem que precise fazer os pés e as mãos sofrerem. Lembre-se, o corpo é capaz de proteger as suas áreas vitais, mesmo que faça as suas extremidades (pés e mãos) sofrerem por algum tempo. Existem várias formas de alguém se cuidar do frio, mas, sem sombra de dúvidas, cobrir os pés ajuda e contribui para que o corpo fique com a sua temperatura normal. É importante proteger todas as regiões do corpo, mas, não se esqueça dos pés.


O frio pode provocar dores nos músculos e articulações.
O frio afeta os músculos e vasos sanguíneos que se contraem para diminuir os efeitos da queda de temperatura. Essa contração por sua vez costuma causar dores musculares e, em alguns casos, agravamento de problemas como a atrite e a artrose. Portadores de dor crônica podem ver o agravamento dos seus sintomas no inverno e precisam proteger do frio o corpo e as extremidades.

Dr. Abnel Alecrim, fisioterapeuta, Pós-graduação em Reabilitação Musculoesquelética e Esporte, Campinas, SP, Brasil.

.

Deixe seu recado:

Entre em Contato

(19) 3308-6330

(11) 94070-3983

Segunda à Sexta das 8h às 18h.

Lista Vip Doutor Abnel